Participação da Sonangol no Millennium bcp baixou e grupo Stanley Ho deixou de ter participação qualificada

20 June 2011

Lisboa, Portugal, 21 Jun – A participação do grupo estatal angolano Sonangol no capital social do banco português Millennium bcp caiu de 14,59% no final de 2010 para 12,43% após a conclusão do processo do aumento do capital, informou a instituição financeira em comunicado divulgado em Lisboa pelo regulador de mercado.

De acordo com o documento divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a diluição da posição accionista da Sonangol ficou a dever-se ao facto de o aumento de capital de perto de mil milhões de euros ter sido feito através da conversão de dívida em acções não sendo, por isso, acessível aos accionistas.

Mesmo assim, o número de acções do grupo Sonangol aumentou de 685,13 milhões para 895,85 milhões, uma vez que participou na última fase do aumento de capital, efectuado através do exercício de direitos.

No comunicado onde informa sobre as novas participações qualificadas, o Millennium bcp indica terem os principais accionistas da instituição – grupos Berardo, Teixeira Duarte, EDP – Energias de Portugal e o financeiro estatal Caixa Geral de Depósitos – visto as suas participações baixarem igualmente em termos percentuais.

Neste grupo de sociedades com participações qualificadas no banco após o aumento de capital estão duas estreias, a seguradora Ocidental com 9,83% e a Pensõesgere com 3,85%, precisamente as entidades que mais dívida detinham do banco e que foram trocadas por acções.

Na anterior estrutura accionista com participações qualificadas estava o grupo Stanley Ho, com 2,26%, que agora não integra a nova lista de empresas com mais de 2% no maior banco privado português. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH