Instalação de fábrica de etanol em Moçambique poderá custar 500 milhões de dólares

28 June 2011

Rio de Janeiro, Brasil, 29 Jun – A construção de uma fábrica para a produção de etanol em Moçambique com capacidade para moer 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano pode custar 500 milhões de dólares se se considerar as etapas agrícola, industrial e de construção civil, afirmou Cleber Guarany, quadro da FGV Projectos.

De acordo com a imprensa brasileira, a FGV (Fundação Getúlio Vargas) Projectos está envolvida no acordo entre o Brasil, a União Europeia e Moçambique para a realização de estudos conjuntos sobre o potencial do país africano para produzir biocombustíveis e produtos alimentares assinado a 25 de Fevereiro de 2011 na cidade de Maputo.

A primeira fase dos estudos, que serão realizados pela Fundação Getúlio Vargas e financiados pelo grupo mineiro Vale, foi já iniciada devendo os resultados ser apresentados em Setembro próximo.

O trabalho dividido em quatro etapas prevê primeiramente o estudo de viabilidade técnico, económico e financeiro, sendo posteriormente construídos os modelos de negócio possíveis para projectos de produção de biocombustíveis e de produtos alimentares e seleccionados aqueles que melhor podem atrair a iniciativa privada.

Além do corpo técnico especializado e com larga experiência na América Latina e África, a FGV Projectos coopera com algumas entidades brasileiras e internacionais, como a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e a UNEP (United Nation Environmental Program), que garante a aplicação das melhores práticas para o desenvolvimento dos projectos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH