Prospecção da Noventa em Moçambique concluiu que depósitos de pegmatite carecem de valor comercial

4 July 2011

Jersey, Reino Unido, 5 Jul – O programa de prospecção a nordeste e a sul do mina de Marropino, em Moçambique, permitiu determinar que os depósitos de pegmatite analisados carecem de valor comercial, informou segunda-feira o grupo Noventa, que tem sede na dependência britânica de Jersey.

De acordo com a imprensa internacional, a divulgação dos resultados do programa de prospecção fez com que as acções do grupo perdessem parte do seu valor, 6% para 39,69p, sendo que no último ano os títulos da Noventa já perderam 98% do seu valor.

A imprensa refere ainda que a mina de Marropino, situada a cerca de 350 quilómetros a nordeste de Quelimane, província da Zambézia, tem sido afectada por inúmeros problemas, tais como a ausência de chuva, fazendo com que o nível das águas nas barragens que servem a mina esteja anormalmente baixo, necessidade de mais equipamento, nomeadamente de movimentação de terras, bem como um consumo de electricidade e de gasóleo muito maior do que o previsto.

Na passada semana, o grupo informou os accionistas que os níveis de produção em Marropino em Junho tinham excedido a meta anualizada de 175 mil libras peso de concentrado de tântalo.

Em Junho, a administração adiantou vir a precisar de 25 milhões de dólares para fazer com que a mina funcionasse em pleno para atingir uma produção de 600 mil libras peso de concentrado de tântalo por ano, estando marcada uma assembleia geral de accionistas para 29 de Julho para proceder ao aumento do capital social. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH