Terrenos concedidos em Moçambique há cinco anos ainda ociosos

10 July 2011

Quelimane, Moçambique, 11 Jul – Mais de 914 mil hectares de terrenos requeridos e concedidos há cinco anos continuam por explorar em seis províncias de Moçambique, afirmou em Quelimane o ministro da Agricultura, José Pacheco.

Citado pelo jornal Notícias, de Maputo, o ministro disse que a lista com mais terrenos por aproveitar é liderada pela província de Gaza, com 442 mil hectares, a que se seguem Sofala com 96 mil hectares, Maputo com 93 mil hectares e Zambézia com 88 mil hectares.

Falando no início da VII Reunião Nacional de Terras e Florestas, o ministro disse ser necessário melhorar os mecanismos de fiscalização de forma a atribuir terrenos a quem está realmente interessado em desenvolver actividades que contribuam para o aumento da riqueza.

Para conter a situação, o Ministério da Agricultura precisa para o próximo ano mais de 25 milhões de meticais para pôr de pé o seu plano de fiscalização, dinheiro que será utilizado na aquisição de viaturas, campanha de sensibilização, material informático e despesas administrativas.

No quadro das medidas a seguir a partir do ano 2012, constam, entre outras, a fiscalização das parcelas autorizadas nas zonas com potencial agrícola, zonas de maior conflito, disponibilização da terra para a produção de alimentos e outros projectos de investimento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH