Sector dos jogos de fortuna e azar em Cabo Verde já tem interessados

14 July 2011

Mindelo, Cabo Verde, 15 Jul – O inspector-geral de Jogos de Cabo Verde, José Augusto Cardoso, disse quinta-feira no Mindelo haver já empresários interessados em investir em casinos e casas de jogos no país.

“Ainda não há locais licenciados porque o governo ainda não lançou o concurso para a atribuição concessões de zonas de jogos, mas já há manifestações de interesse por parte de nacionais e estrangeiros que querem operar neste sector”, disse ainda José Augusto Cardoso.

De acordo com a imprensa cabo-verdiana, estas afirmações foram proferidas pelo inspector-geral no decurso de uma visita à ilha de São Vicente para fazer uma apresentação pública do serviço de inspecção de jogos e igualmente da lei que o exercício da prática dos jogos de azar e de fortuna.

A lei, aprovada em Julho de 2010, define as cinco zonas de jogos autorizadas de forma permanente, Santiago, Sal, São Vicente, Maio e Boavista, sendo que nas restantes ilhas será necessário uma autorização especial e provisória para a abertura de casinos.

A lei estipula ainda que a exploração de jogos de fortuna ou azar só pode ser desenvolvida em salas de jogos integrados em casinos ou empreendimentos turísticos de quatro ou mais estrelas e o negócio do jogo ficará sujeito ao pagamento de um imposto de 10% sobre a receita bruta arrecadada e terá um regime jurídico próprio. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH