Empresa de Moçambique vendeu biocombustíveis à transportadora aérea alemã Lufthansa

24 July 2011

Maputo, Moçambique, 25 Jul – A empresa Sun Biofuels Moçambique efectuou a sua primeira exportação de biocombustíveis com a venda à transportadora aérea alemã Lufthansa de 30 toneladas de óleo de jatrofa, afirmou ao jornal Diário de Moçambique o director da empresa.

Luís Gouveia disse que a Lufthansa fez uma encomenda de óleo produzido a partir da jatrofa pela Sun Biofuels Moçambique, na província de Manica, centro de Moçambique, para os ensaios que está a realizar visando a utilização deste tipo de combustíveis nos seus aviões.

“Numa visita recente ao nosso projecto, o vice-presidente da Lufthansa considerou o óleo produzido na nossa unidade de alta qualidade”, afirmou Luís Gouveia, citado hoje pelo jornal que se publica na cidade da Beira.

O biocombustível exportado pela firma moçambicana, uma subsidiária da britânica Sun Biofuels, teve uma primeira refinação em Moçambique e a segunda, para querosene, na capital da Finlândia, Helsínquia, antes de entrar nos ensaios da companhia alemã, precisou o director da Sun Biofuels Moçambique.

Além do mercado da aviação civil, o sector automóvel e o abastecimento de energia para unidades industriais e domésticas são outras das apostas dos produtores de biocombustíveis em Moçambique, assinalou o director da Sun Biofuels Moçambique.

A Sun Biofuels Moçambique investiu nove milhões de dólares para a produção da jatrofa numa área de três mil hectares em Manica e emprega mil trabalhadores. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH