Angola foi o país africano de língua portuguesa que mais investimento estrangeiro recebeu em 2010

27 July 2011

Paris, França, 28 Jul – Angola foi o país africano de língua oficial portuguesa (PALOP) que mais investimento directo estrangeiro (IDE) recebeu em 2010, com 9,9 mil milhões de dólares, de acordo com o “World Investment Report 2011”, da Agência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

À semelhança do que aconteceu com a generalidade dos países africanos, o IDE canalizado para Angola em 2010 foi inferior aos 11,6 mil milhões de dólares registados em 2009.

Por seu turno, Moçambique recebeu 893 milhões de dólares em 2009 e 789 milhões de dólares em 2010 e Cabo Verde atraiu 111 milhões de dólares em investimento directo estrangeiro em 2010 contra 119 milhões de dólares um ano antes.

São Tomé e Príncipe, o PALOP que menos IDE recebe, angariou menos investimentos externos em 2010 do que em 2009, passando de 14 milhões de dólares para três milhões de dólares.

Finalmente, a Guiné-Bissau recebeu nove milhões de dólares em 2010, montante também inferior ao do ano anterior.

A entrada de investimento estrangeiro em África continuou a cair, informou a agência da ONU, tendo o em 2010 o continente recebido 55 mil milhões de dólares, ou seja, 10% do total dos fluxos de entrada de IDE nos países em desenvolvimento, contra 12% em 2009. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH