Brasil e China vão criar centro de nanotecnologia em São Paulo

3 August 2011

São Paulo, Brasil, 4 Ago – O governo brasileiro vai assinar este mês na China um acordo com a Academia Chinesa de Ciências para a construção de um centro de nanotecnologia em Campinas, São Paulo, que ficará instalado na Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS).

De acordo com o ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, o projecto representa investimentos iniciais de 10 milhões de reais, a serem divididos em percentagens iguais por ambos os parceiros.

O ministro revelou ainda que durante a sua visita à China vai tratar do envio de 200 médicos, estudantes de medicina e pós-médicos do Brasil para os centros de pesquisa da Academia China de Ciências para participarem em trabalhos nas áreas de nanotecnologia, pesquisas espaciais, energias limpas e biotecnologia.

O governo brasileiro também pretende oficializar com os chineses acordos na área de tecnologia da informação, especialmente computação em nuvem, e na área de energias fotovoltaicas, solares e eólicas.

Com a assinatura dos novos acordos, o Brasil também estreitará a relação com a China no âmbito de pesquisas espaciais. O Brasil e a China já são parceiros no lançamento de satélites, caso do Sibers 3, previsto para 2012.

“Vamos expandir nossa parceria na área espacial com a China, agora não só com a agência espacial chinesa, mas também com a Academia Chinesa de Ciências”, disse. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH