Indústria açucareira é uma das que mais se desenvolveu em Moçambique

7 August 2011

Maputo, Moçambique, 8 Ago – A indústria açucareira é uma das que mais se desenvolveu em Moçambique tendo passado de uma produção de 13 mil toneladas em 1992, ano do final da guerra civil, para uma previsão este ano superior a 400 mil toneladas, de acordo com a Associação dos Produtores de Açúcar de Moçambique (Apamo).

Um relatório da associação, citado pela agência noticiosa moçambicana AIM, indica que os maiores índices de crescimento começaram a verificar-se na última década, quando os volumes da produção ascenderam a cem mil toneladas anuais.

A Apamo indica ainda que, além do investimento inicial de 540 milhões de dólares aprovado pelo Centro para a Promoção de Investimentos (CPI), houve investimentos adicionais de 260 milhões de dólares para o biénio 2008/2009.

Esses investimentos financiaram projectos de expansão das açucareiras de Xinavane e Maragra, ambas localizadas no distrito de Manhiça, província meridional de Maputo.

No total, Moçambique conta com quatro fábricas de produção de açúcar.

O resultado do investimento na produção, com ênfase para o realizado e o previsto, segundo o relatório da Apamo, permite antecipar um aumento da produção para cerca de 600 mil toneladas até 2015.

Apenas este ano, a produção de açúcar poderá aumentar em 41% relativamente a 2010 e estima-se que no ano em curso o país poderá obter um encaixe de mais de 90 milhões de dólares resultantes das exportações de açúcar, o que constitui um aumento em relação a campanha anterior. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH