Problemas técnicos em Cahora Bassa ditaram quebra das exportações de energia eléctrica de Moçambique

11 August 2011

Maputo, Moçambique, 12 Ago – Problemas técnicos registados na Hidroeléctrica de Cahora Bassa afectaram no decurso do primeiro semestre a produção e exportação de electricidade, particularmente para a África do Sul, principal consumidor da energia produzida em Moçambique, informou o jornal Notícias, de Maputo.

Citando uma fonte do Ministério da Energia, o jornal escreveu que tais constrangimentos motivaram uma queda homóloga de 7% nas exportações de energia eléctrica no período tendo o Zimbabué, por exemplo, recebido menos 18%.

Em contrapartida, a energia destinada ao consumo interno continuou a aumentar, permitindo responder às necessidades do sector produtivo, numa alta em que se assiste a um “bom” de investimentos cuja laboração exige grandes quantidades de electricidade, bem como para o uso doméstico.

A evolução do consumo interno de energia foi influenciada pela expansão da rede de fornecimento nas zonas rurais e a intensificação nas zonas urbanas e suburbanas, conforme assegurou ao jornal a fonte do Ministério da Energia.

Entretanto, durante o primeiro semestre foram electrificadas mais sete sedes distritais, elevando para 105 o número de sedes ligadas à rede eléctrica nacional até ao momento, cifra que deverá atingir 109 até ao final do ano.

O jornal informou ainda que a Electricidade de Moçambique vai recuperar as centrais de Chicamba e Mavuzi e converter a central térmica de Maputo de gasóleo para gás natural, por um lado e, envolver-se na construção de novas centrais hidroeléctricas, caso da de Mphanda Nkuwa.

Outros empreendimentos participados pela EDM no quadro do aumento da oferta de energia são as centrais térmicas a carvão em Moatize e o desenvolvimento das hidroeléctricas de Cahora Bassa Norte, Lúrio e Alto-Malema, entre outros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH