Governo de Moçambique à procura de investidores para a construção de refinarias

14 August 2011

Maputo, Moçambique, 15 Ago – O governo de Moçambique está à procura de investidores que pretendam construir refinarias no país depois de os projectos aprovados não terem passado do papel, disse o ministro da Energia, Salvador Namburete.

Moçambique precisa de refinarias de petróleo para reduzir os encargos decorrentes da importação dos combustíveis que chegam a custar mais de 700 milhões de dólares por ano.

Citado pela agência noticiosa moçambicana AIM, Salvador Namburete salientou que o governo não tem capacidade financeira para investir na construção de refinarias de petróleo, embora esteja disposto a dar aos investidores todos os incentivos e apoios necessários para que uma refinaria possa existir no país.

“Uma refinaria em Moçambique é um desejo e é um projecto que, a realizar-se, traria mais-valias para o país. Infelizmente as campanhas e promoções que temos vindo a fazer ainda não nos permitiram avançar não havendo qualquer acordo nesse sentido com investidores”, disse o ministro, ao efectuar o balanço do VII Conselho Coordenador do Ministério da Energia, realizado na semana finda no distrito de Namaacha, província de Maputo.

Moçambique já teve propostas de grandes projectos para a construção de refinarias aprovados pelo governo, que, alegadamente devido à crise financeira e económica mundial, não se materializaram.

Trata-se dos projectos de refinarias de Nacala-a-Velha, na província nortenha de Nampula, avaliado em 5 mil milhões de dólares e da Oil Moz, na província de Maputo, orçado em 8 mil milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH