Moçambique quer criar santuário em reserva do Maputo

21 August 2011

Maputo, Moçambique, 22 Ago – O ministério do Turismo de Moçambique projecta vedar uma área de oito mil hectares para estabelecer um santuário no extremo sul da Reserva Especial do Maputo (REM), no quadro das medidas em curso destinadas a reposição de espécies selvagens extintas devido à caça furtiva e mudanças dos “habitats”, escreve hoje o jornal Notícias.

O santuário proposto, que se enquadra no desenvolvimento da área de conservação transfronteiriça dos Libombos, vai cobrir a zona sul do Corredor de Futi, recentemente integrada na REM.

A nova zona tem capacidade para albergar, no tempo das chuvas, mil animais da espécie boi-cavalo, e 600 animais da mesma espécie na época seca.

A criação da zona reservada fará aumentar a aumentar a diversidade biológica, facilitará o maneio da fauna bravia, aumentará o investimento privado no sector do turismo com envolvimento das comunidades e criará novos postos de trabalho.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH