Ponte 17 de Setembro, em Angola, projectada para garantir navegabilidade do rio Cuanza

4 September 2011

Cabala, Angola, 5 Set – A construção da ponte 17 de Setembro na Cabala foi projectada para permitir a navegabilidade do rio Cuanza até Cambambe, província do Cuanza Norte, anunciou sexta-feira naquela vila o ministro Urbanismo e Construção de Angola, Fernando Fonseca.

O ministro disse ainda que a ponte vai desempenhar um papel determinante no conceito do corredor interior, alternativo ao corredor litoral, que terá como resultado imediato o alívio do fluxo de tráfego nos sectores oriental e norte da cidade de Luanda, servindo a zona industrial da capital.

Vai ainda permitir consolidar o eixo de ligação rodoviária norte/sul, entre as províncias do Bengo, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Benguela e Huambo, na rede fundamental de estradas.

A ponte, que custou 120 milhões de euros, vai beneficiar de trabalhos regulares de manutenção que poderão aumentar a sua longevidade teórica de 100 anos.

Com um 1534 metros de comprimento e 14,60 de largura, a ponte vai permitir a travessia do rio Cuanza que possui uma largura do curso normal de água de 170 metros, podendo atingir no período das cheias uma largura total de dois quilómetros, incluindo a bacia de inundação.

A construção desta ponte teve início em Novembro de 2008 sob responsabilidade da empresa de construção civil portuguesa Teixeira Duarte.

A ponte dispõe de dois passeios para peões com 1,80 metros de largura útil, perfis de segurança e guarda corpos traduzindo-se numa largura total de 14,60 metros.

A abertura desta ponte ao tráfego facilitará igualmente a movimentação de milhares de peregrinos que anualmente em Setembro se deslocam ao santuário católico da Nossa Senhora da Muxima. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH