China poderá vir a construir uma linha de caminho-de-ferro no Brasil

5 September 2011

Cuiabá, Brasil, 6 Set – A China poderá vir a construir uma linha de caminho-de-ferro entre a capital do Estado de Mato Grosso, Cuiabá e a cidade de Santarém, no Estado do Pará, de acordo com a imprensa brasileira.

Para o efeito, uma missão da China National Machinery Import & Export Corporation (CMC) incluindo engenheiros, geólogos e economistas encontra-se em Cuiabá a fim de recolher dados que permitam ajuizar da viabilidade da construção da linha de caminho-de-ferro que poderá  custar 10 mil milhões de reais (6 mil milhões de dólares).

A construção desta linha visa melhorar o escoamento da soja e de outros produtos agrícolas de cidades como Lucas do Rio Verde, Sorriso e Sinop, no norte do Mato Grosso, trajecto que é actualmente feito por estrada até Santarém, de onde a produção parte de navio directamente para a China.

O secretário extraordinário de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes do Mato Grosso, Francisco Vuolo, informou que a obra terá uma extensão de quase 2 mil quilómetros.

Este troço esteve concedido à América Latina Logística (ALL) até 2010 mas a concessão acabou por ficar sem efeito devido à falta de interesse da empresa, pelo que já existem estudos preliminares para a construção da linha.

De acordo com o secretário, a CMC poderá vir a construir esse ramal em forma de parceria público-privada (PPP) ou algum outro tipo de concessão.

A estatal chinesa, que já assinou um protocolo de intenções para fazer a obra, possui mais de 90 mil quilómetros de ferrovias na China e em outros países. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH