Grupo brasileiro Vale está a negociar com armadores da China venda ou arrendamento de frota de cargueiros

5 September 2011

Rio de Janeiro, Brasil, 6 Set – O grupo mineiro Vale está a negociar com armadores chineses a venda ou o arrendamento de 19 cargueiros de grandes dimensões que foram encomendados a estaleiros da China e da Coreia do Sul, informou o director global de marketing do grupo, Pedro Gutemberg.

Em declarações à agência financeira Reuters, Pedro Gutemberg disse que o grupo Vale não pretende operar uma frota de navios nem ganhar dinheiro com o negócio mas somente garantir que o preço do frete para o transporte dos seus minérios se mantém sob controlo.

A constituição de uma frota de grandes cargueiros, com um custo de 2348 milhões de dólares, foi idealizada pela anterior administração do grupo com o objectivo de tornar mais barato o transporte de minério de ferro que estava a apresentar um custo cada vez mais elevado.

Em 2008, por exemplo, a média anual do preço do frete foi superior a 50 dólares por tonelada, tendo atingido um pico de 100 dólares por tonelada mas em 2010, mesmo com a procura de minério de ferro em alta, a média anual do custo do frete ficou abaixo de 30 dólares por tonelada.

A primeira das embarcações, o Vale Brasil, o maior navio de minério do mundo, com capacidade de 400 mil toneladas, chegou ao Brasil em Maio, sendo um dos sete encomendados por 748 milhões de dólares ao estaleiro Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering Co, da Coreia do Sul.

A Vale tem ainda uma encomenda de 12 navios com capacidade de 400 mil toneladas cada ao estaleiro Rongsheng Shipbuilding and Heavy Industries, na China, num investimento de 1,6 mil milhões de dólares.

De acordo com a Reuters, uma das empresas interessadas em comprar ou arrendar os supercargueiros é a estatal chinesa Cosco (China Ocean Shipping Company), que já mantém uma frota de navios transportando carga entre o Brasil e a China. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH