Portugal vai decidir em Novembro venda da participação de 15% no capital da barragem de Cahora Bassa, em Moçambique

25 September 2011

Nova Iorque, Estados Unidos da América, 26 Set – Uma decisão sobre a venda da participação de 15% ainda detida pelo Estado português na Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) será tomada na próxima reunião cimeira Portugal/Moçambique, afirmou em Nova Iorque o primeiro-ministro de Portugal.

No final de uma reunião com o Presidente de Moçambique Armando Guebuza, à margem da sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Pedro Passos Coelho assegurou que o “dossier” ficará concluído ainda este ano, quando os dois países se reunirem em Novembro em Lisboa para a reunião cimeira bilateral, de acordo com a agência noticiosa moçambicana AIM.

Em 2006, Portugal e Moçambique assinaram um acordo transferindo parte do capital da HCB para Moçambique, que ficou com uma participação de 85%, tendo Portugal ficado com os restantes 15%, quando anteriormente controlava 82%.

Em troca, Portugal recebeu de imediato 250 milhões de dólares, saídos dos cofres da própria empresa e, mais tarde, 700 milhões de dólares, na sequência de um acordo para a concessão de um empréstimo assinado entre o governo de Moçambique e um consórcio bancário constituído pelos bancos português BPI e francês Calyon. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH