Proposta de Orçamento de Estado de Moçambique para 2012 prevê crescimento económico de 7,5%

27 September 2011

Maputo, Moçambique, 28 Set – A proposta de Orçamento Geral do Estado para 2012 de Moçambique está assente num cenário macroeconómico que prevê um crescimento da economia de 7,5% e a contenção da inflação média anual em 7,2%, afirmou terça-feira em Maputo o ministro das Finanças, Manuel Chang.

O documento prevê ainda que as exportações de bens e serviços atinjam 3020 milhões de dólares, um acréscimo na ordem de 17%, facto suportado pelo início da exportação de carvão mineral.

A proposta incorpora uma previsão da redução do défice orçamental para 15,5% do Produto Interno Bruto, contra uma previsão de 16,8% este ano, que decorre do projectado aumento das receitas de 21,3% para 22% do PIB ou 0,7 pontos percentuais que correspondem a 16 mil milhões de meticais.

“Os donativos vão reduzir-se de 9,5% para 8% do PIB, os créditos externos mantêm um crescimento na ordem de 6,8% e o crédito interno sofre uma redução de 0,7% para 0,6%, o que é um bom sinal porque mostra que estamos a deixar espaço para que parte do crédito disponível seja encaminhado para a economia”, disse.

A despesa total do Orçamento vai passar de 141,7 mil milhões de meticais, em 2011, para 162,3 mil milhões de meticais em 2012, um ano que será marcado por manutenção de fortes medidas de racionalização da despesa do Estado.

O Orçamento do Estado deverá continuar a apostar na educação, saúde, agricultura e na construção de infra-estruturas, sendo que para a educação, por exemplo, a afectação de recursos deverá passar de 16,5%, em 2011, para 17,7%, no próximo ano, sendo que na saúde vai passar de 7% para 7,6% em 2012. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH