Industriais brasileiros do Ceará pretendem ligação marítima com Cabo Verde

5 October 2011

Fortaleza, Brasil, 6 Out – A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) quer uma linha de navegação directa entre a cidade brasileira de Fortaleza e Cabo Verde para facilitar o comércio entre o Brasil e a África, afirmou o presidente da instituição, Roberto Macedo.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, Roberto Macedo, depois de dizer que a ligação marítima é necessária para expandir as trocas comerciais, adiantou que a ligação visa fazer de Cabo Verde um centro logístico para a distribuição dos produtos das empresas associadas nos países da África Ocidental.

Macedo disse que a FIEC está, actualmente, num processo de contactar armadores, embora seja necessário à partida provar que o volume de comércio será suficiente para que a linha de navegação seja economicamente viável.

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, entre Janeiro e Agosto deste ano, o Ceará exportou 4,4 milhões de dólares em produtos para a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDAO), como alimentos, produtos de perfumaria, roupas e calçado, entre outros.

As declarações do presidente da FIEC foram feitas durante o Encontro de Negócios na Língua Portuguesa, organizado pela Câmara Brasil-Portugal no Ceará, evento que decorre até hoje, quinta-feira, em Fortaleza.

A cidade de Fortaleza já possui uma ligação aérea com Cabo Verde, operada pela Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), num voo que dura 3 horas e meia e é a única rota directa entre o Brasil e o arquipélago africano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH