Empréstimo do Banco da China a Moçambique permitiu desenvolver diversos projectos na Zambézia e em Tete

12 October 2011

Maputo, Moçambique, 13 Out – Um empréstimo de 50 milhões de dólares concedido pelo Banco da China ao antigo Gabinete do Plano do Zambeze permitiu a realização de vários projectos de desenvolvimento, afirmou o presidente da instituição extinta em 2010.

Em entrevista ao semanário Magazine Independente, na sua edição de terça-feira, Sérgio Vieira disse que aquele valor foi aplicado na aquisição de equipamento agrícola, tractores, alfaias e camiões e na construção e apetrechamento de fábricas de descasque de arroz e de moagem, nos distritos de Angónia, Guruè e Namacurra, nas províncias de Tete e Zambézia.

Sérgio Vieira, que dirigiu o Gabinete do Plano do Zambeze desde 2001 até à sua extinção em 2010, salientou que no Gurué, na Zambézia, por exemplo, foi instalada uma fábrica onde havia anteriormente não havia nenhuma.

O projecto do Gabinete do Plano do Zambeze englobava uma área de 225 mil quilómetros quadrados das províncias de Tete e da Zambézia e visava, entre outros objectivos, ajudar os camponeses locais a aumentar os seus índices de produção e de produtividade. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH