Governo de São Tomé e Príncipe extinguiu Autoridade das Zonas Francas

18 October 2011

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 19 Out – O governo de São Tomé e Príncipe decidiu extinguir a Autoridade das Zonas Francas, informou segunda-feira em São Tomé o porta-voz do governo, que justificou a decisão com o facto de os resultados obtidos terem ficado muito aquém das expectativas.

O porta-voz do governo e secretário de Estado Abnildo de Oliveira adiantou que a decisão de dar por terminada a actividade da Autoridade das Zonas Francas foi tomada em Conselho de Ministros devido aos fracos resultados conseguidos na atracção de investimento estrangeiro.

Criada em 2004, a Autoridade das Zonas Francas tinha por missão a promoção da actividade comercial e de serviços através das infra-estruturas de apoio no aeroporto internacional de São Tomé bem como o apoio às actividades petrolíferas e de navegação marítima na ilha do Príncipe para os países daquela sub-região africana.

Além de centro de negócios “offshore”, a Zona Franca contava ainda com um projecto de investimento privado francês, através da Terminal Link, para a construção de um porto de águas profundas estimado em cerca de 400 milhões de dólares bem como de quatro unidades hoteleiras que visavam albergar equipas de serviços das plataformas petrolíferas da sub-região. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH