Governo de Moçambique quer atrair mais turistas da China

24 October 2011

Maputo, Moçambique, 25 Out – Moçambique pretende dedicar particular atenção, futuramente, à China como mercado emissor de turistas para apoiar o desenvolvimento do sector turístico no país, afirmou o  ministro moçambicano do Turismo, Fernando Sumbana.

Em declarações à agência noticiosa moçambicana AIM, o ministro salientou que actualmente “temos turistas chineses, mas não são aqueles de lazer, são turistas de negócios, e isso vai-nos levar a desenvolver infra-estruturas que possam responder a esse segmento de turistas”.

Segundo aquele responsável, turistas de lazer têm exigências especiais em termos de infra-estruturas bem como em relação ao que Moçambique pode oferecer, para que se sintam bem e voltem mais vezes.

Sumbana referiu que o turismo em Moçambique continua a desenvolver-se de forma positiva, apesar de nos últimos tempos terem surgido, por exemplo, indústrias de gás e de carvão, com escalas maiores, envolvendo, em alguns casos, investimentos de milhares de milhões de dólares.

Presentemente, o governo moçambicano está a trabalhar na questão do transporte aéreo tanto interno como internacional para facilitar o acesso a locais turísticos, sem que seja necessário a realização de muitas ligações.

Dados oficiais estimam em 1,7 milhões o número de turistas que visitaram Moçambique em 2010, cifra que, entretanto, representa uma diminuição face a 2009, ano em que o país acolheu cerca de 2,4 milhões de visitantes. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH