Norte-americana ICM associou-se ao projecto de produção de etanol da CleanStar Mozambique

25 October 2011

Colwich, Estados Unidos da América, 26 Out – A empresa norte-americana ICM associou-se à CleanStar Mozambique, uma parceria constituída para proteger florestas, produzir alimentos e energia e reduzir a poluição atmosférica, informou a empresa com sede em Colwich, estado do Kansas.

“A ICM partilha da visão da CleanStar Mozambique, uma parceria entre as empresas dinamarquesa Novozymes e a norte-americana CleanStar Ventures, para ajudar os camponeses a utilizarem métodos agrícolas sustentáveis e para integrar a produção de alimentos e de energia a fim de gerar benefícios económicos e sanitários para os moçambicanos”, afirmou a empresa em comunicado divulgado na sua página electrónica.

Desde a sua constituição, em 1995, a ICM tem centrado a sua actividade na indústria dos combustíveis renováveis tendo participado no projecto de construção de algumas bio-refinarias em funcionamento nos Estados Unidos da América.

Concretamente, a ICM vai desenhar e construir equipamentos para uma fábrica para a produção de etanol (álcool etílico) em Moçambique a partir da mandioca, actualmente em construção, a ser posteriormente vendido em Maputo.

De acordo com um comunicado distribuído por ocasião da constituição da parceria, a CleanStar Mozambique pretende estar a produzir etanol a partir de 2014 e abastecer de combustível 20% das habitações na capital de Moçambique, Maputo.

Além de fornecer um combustível limpo a milhares de famílias, a parceria pretende ainda melhorar a saúde das pessoas, que deixarão de respirar os fumos produzidos pela queima de carvão e proteger 9 mil hectares de floresta por ano.

Ao abrigo do modelo de negócio da CleanStar Mozambique, os camponeses de Moçambique serão ajudados a pôr em prática agrícolas sustentáveis criando ao mesmo tempo um mecanismo de produção de etanol na sua comunidade. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH