Produção petrolífera de Angola é actualmente de 1,75 milhões de barris por dia

27 October 2011

Luanda, Angola, 28 Out – A produção petrolífera em Angola situa-se actualmente em 1,75 milhões de barris por dia, o que representa o décuplo do que se produzia em 1975, imediatamente a seguir à independência do país, afirmou quinta-feira em Luanda o ministro dos Petróleos.

Quando discursava na conferência sobre “A Arbitragem nos Petróleos”, inserida no programa académico do III curso de pós-graduação em direito de petróleo e gás, da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto (UAN), o ministro Botelho de Vasconcelos recordou que em 1975 a produção petrolífera angolana não excedia 173 mil barris por dia.

“O sucesso no domínio do petróleo deve-se ao elevado potencial das reservas, à capacidade técnica e financeira existente e disponível e, sobretudo, a uma boa gestão de recursos humanos” – acrescentou, salientando que a história da actividade petrolífera no país remonta a 1910.

A primeira produção comercial, na zona terrestre da Bacia do Congo, ocorreu em 1955 no jazigo do Benfica, indicando assim que o petróleo existia em quantidades comerciais e que os trabalhos de pesquisa e produção poderiam continuar.

Em 1966, recordou, foi descoberto, na zona marítima de Cabinda, o primeiro grande jazigo de Angola, pela Cabinda Gulf Oil Company e, a partir dessa data repartiram-se em blocos as zonas no mar e em terra e negociaram-se contratos com várias empresas.

No período que seguiu à independência nacional, continuou o ministro, alterou-se significativamente o quadro jurídico e estrutural dos petróleos, com a criação da Sonangol, como concessionária exclusiva, em 1976 e a publicação da Lei 13/78 (Lei das Actividades Petrolíferas). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH