Operadores turísticos de Moçambique querem reabrir aeroporto da Ponta do Ouro

31 October 2011

Maputo, Moçambique, 1 Nov – Um grupo de operadores turísticos de Moçambique vai apresentar ao ministro do Turismo um projecto para a reabertura do aeroporto da Ponta do Ouro, na província de Maputo junto à fronteira com a África do Sul, actualmente desactivado, de acordo com a imprensa moçambicana.

O grupo encomendou a uma empresa sul-africana um relatório de avaliação dos custos inerentes ao reinício das operações naquele aeroporto, a fim de atrair turistas com um grau elevado de exigência em termos de conforto.

De acordo com o estudo, a recuperação das actuais infra-estruturas custaria aproximadamente 600 mil dólares (16,2 milhões de meticais), enquanto que a execução de uma obra de raiz necessitaria de 12 milhões de dólares.

Um comboio de cerca de cinquenta viaturas e mais de 250 pessoas visitou, entre os dias 24 e 27 de Outubro, as áreas turísticas de iSimangaliso (KwaZulu-Natal/África do Sul), Ponta do Ouro e a Reserva de Hlane, em Simunye (Suazilândia), no âmbito da promoção da iniciativa 3 East Route, um projecto combinado dos governos dos três países.

O ministro Fernando Sumbana, numa reunião realizada em M´babane, assegurou que estão a ser desenvolvidos esforços para resolver a situação da rodovia Maputo/Kosi Bay, no âmbito da construção da ponte entre a capital moçambicana e a Catembe, numa empreitada que deverá custar mais de 500 milhões de dólares.

A obra irá ser financiada pela China, depois do afastamento de Portugal. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH