Empresa dos Emiratos Árabes Unidos pretende investir nas pescas na Guiné-Bissau

7 November 2011

Bissau, Guiné-Bissau, 8 Nov – O governo da Guiné-Bissau está a negociar com a Plambeck Emirates Global Renewable Energy LLC, uma sociedade dos Emiratos Árabes Unidos, a realização de investimentos no sector das pescas no país, de acordo com o sítio Portuguese News Network.

O montante estimado em investimento anual é de 200 milhões de euros por ano durante dez anos, sendo o acordo resultado da visita, em Maio passado, de uma visita à Guiné-Bissau de uma delegação dos Emiratos Árabes Unidos chefiada pelo príncipe Sheikh Saeed Bin Khalifa Al Nayahan.

Ao abrigo do acordo a ser em breve assinado, a Plambeck Emirates deverá investir 70% do retorno da exploração das pescas nas águas territoriais da Guiné-Bissau, sobretudo no desenvolvimento e na operação da indústria pesqueira, assim como na energia e fornecimento de água para a pesca e para a Guiné-Bissau, em geral.

Segundo os objectivos que constam do acordo, perspectiva-se a criação de uma indústria pesqueira moderna e sustentável, acompanhada de infra-estruturas necessárias, o que vai, por outro lado, reforçar a componente de fiscalização na Zona Económica Exclusiva, reforçando a capacidade operacional da Fiscap, entidade responsável pela vigilância das águas territoriais da Guiné-Bissau.

As negociações com a Plambeck Emirates Global Renewable Energy LLC decorrem numa altura em que o governo da Guiné-Bissau irá negociar em Bruxelas, entre 14 e 16 de Novembro, com a União Europeia, a assinatura de mais um acordo pesqueiro para o próximo ano.

A União Europeia pagou, pelo menos, 7 milhões de euros, em 2010, para que os seus navios de pesca tivessem acesso às águas territoriais da Guiné-Bissau. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH