Empresa australiana Southern Cross Resources descobriu 1,1 milhões de toneladas de terras raras em Moçambique

9 November 2011

Hawthorn, Austrália, 10 Nov – A empresa australiana Southern Cross Resources anunciou hoje que a concessão Xiluvo, em Moçambique, dispõe de reservas de óxidos de terras raras avaliadas em 1,1 milhões de toneladas.

Em comunicado divulgado pela Bolsa de Valores da Austrália, a empresa com sede em Hawthorn informou ainda que foram efectuados 220 furos a uma distância de 50 metros uns dos outros tendo as amostras sido analisadas pela empresa de Perth Intertek Genalysis.

A Southern Cross Resources adiantou que uma das mais-valias desta concessão é a existência equilibrada de elementos de terras raras leves e pesados, contendo óxidos de neodímio, európio, itérbio, disprósio e ítrio.

A empresa australiana vai agora dar início a um conjunto de testes metalúrgicos para identificar o melhor processo de proceder à concentração das terras raras existentes na concessão.

A concessão Xiluvo inclui parte do monte Xiluvo situado na província de Sofala, em Moçambique, a cerca de 110 quilómetros do porto da Beira, e apresenta como uma mais-valia adicional o facto de ficar enquadrado a norte pela pavimentada estrada nacional 6 e a ocidente e a sul por linhas de caminho-de-ferro ligando o Zimbabué (via Mutare) à Beira. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH