Parque industrial da Huíla, em Angola, atraiu mais de 230 milhões de dólares em investimentos

9 November 2011

Lubango, Angola, 10 Nov – O parque industrial da Huíla atraiu nos últimos nove anos investimentos de 234 milhões de dólares, na sua maior parte capital privado aplicado na indústria ligeira, afirmou quarta-feira no Lubango a directora provincial de Indústria e Geologia e Minas.

Em declarações à agência noticiosa angolana Angop, Paula Filomena Joaquim disse que 132 milhões de dólares foram aplicados na construção de indústrias ligeiras de compotas, refrigerantes, massa alimentar, biscoitos e de materiais de construção.

Destes 132 milhões de dólares, 82 milhões foram investidos no complexo agro-industrial A Nossa Terra e 34 milhões na fábrica de cerveja Ngola.

Paula Joaquim destacou igualmente a criação da Sociedade de Desenvolvimento da Matala (Sodmat) e da Sociedade Agrícola da Jamba, que investiram quatro milhões de dólares na montagem de uma fábrica de concentrado de tomate, outra de transformação de polpa de morango e de produção de queijo.

A responsável acrescentou que no mesmo período o ramo ligeiro assistiu a construção de uma fábrica de produção de tijolos (Nova Cerâmica Ginjeiras), com um investimento de 20 milhões 286 mil e 842 dólares.

A directora de Indústria e Geologia e Minas mencionou um investimento de 28 milhões de dólares que permitiu a abertura de empresas de produção de cimento armado, exploração de granito negro e de mármore.

Paula Filomena Joaquim admitiu que o parque industrial tende a crescer atendendo à abertura próxima do projecto de exploração do ferro de Cassinga, bem como do pólo de desenvolvimento industrial da Matala e outro no Lubango.

O parque industrial da Huíla, o segundo maior de Angola, tem quatro zonas industriais, duas no Lubango, uma na Humpata e outra na Matala, perfazendo um total de 110 unidades industriais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH