Prémios de seguros em Angola passaram de 86 milhões de dólares em 2001 para 800 milhões de dólares em 2010

22 November 2011

Luanda, Angola, 23 Nov – O valor dos prémios de seguros em Angola evoluiu de 86 milhões de dólares em 2001 para 636 milhões de dólares em 2009 e 800 milhões de dólares em 2010, informou terça-feira, em Luanda, o ministro das Finanças, Carlos Alberto Lopes.

Ao discursar na abertura da XV Conferência Anual e 8ª Assembleia-geral da Associação de Supervisores de Seguros Lusófonos (ASEL), que decorre em Luanda, o ministro esclareceu que as indemnizações efectuadas cresceram de 62 milhões de dólares em 2001 para 155 milhões de dólares em 2010, com a taxa de sinistralidade a oscilar entre 20% e 30%.

Noutra vertente, o ministro enfatizou igualmente que o segmento de fundos de pensões também evoluiu rapidamente, contando Angola actualmente com quatro sociedades gestoras especializadas a gerir 21 fundos de pensões, além de uma seguradora a gerir dois fundos de pensões.

Citado pela agência noticiosa angolana Angop, Carlos Alberto Lopes disse que os fundos de pensões atingiram o valor de 358 milhões de dólares em 2009, reflectindo contribuições anuais de 96 milhões de dólares e pensões pagas de 42 milhões de dólares.

Em função dos números apresentados, observou o titular da pasta das Finanças, percebe-se logo o largo espaço que a economia angolana oferece para o desenvolvimento do mercado de seguros e de fundos de pensões, um objectivo que se reveste de grande importância no planeamento macro-económico do país.

Assume actualmente a presidência da Associação de Supervisores de Seguros Lusófonos (ASEL) Timor-Leste que no final desta conferência passará o testemunho a Angola.

Participam na XV Conferência representantes de Angola, Região Administrativa Especial de Macau, Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Brasil, estando a Guiné-Bissau ausente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH