Remodelação do aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe concluída no segundo semestre de 2012

27 November 2011

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 28 Nov – O aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe estará ampliado, modernizado e a funcionar de acordo com as normas internacionais dentro de 7 meses, garantiu sexta-feira em São Tomé o presidente da Sonangol Holdings, Baptista Sumbi.

“A obra será executada dentro do prazos e do orçamentos previsto, sendo esta uma das primeiras e grandes iniciativas que temos acordadas com o governo de São Tomé, no estabelecimento de parcerias estratégicas”, acrescentou o responsável da Sonangol Holdings, subsidiária da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), no decurso da cerimónia de lançamento da primeira pedra.

A participação da petrolífera angolana no projecto de investimento de ampliação e modernização do aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe decorre de um contrato de concessão para exploração do aeroporto, assinado em Novembro de 2010 pelo primeiro ministro são-tomense Patrice Trovoada e pelo presidente da Sonangol, Manuel Vicente.

Ao abrigo desse acordo, a Sonangol vai investir cerca de 7 milhões de dólares na obra que será executada pela Mota Engil Angola e contempla uma área de intervenção de 1500 metros quadrados.

A parceria entre a Sonangol e o Estado são-tomense inclui também investimentos, que já começaram a ser feitos, na remodelação do porto da Baía de Ana Chaves e na construção de um outro porto para abastecimento de embarcações no norte da ilha de São Tomé, na cidade de Neves.

Para o Instituto Nacional de Aviação Civil são-tomense, a modernização e ampliação do aeroporto internacional de São Tomé, vai permitir ao “país passar a cumprir com as normas da organização internacional de aviação civil” e, por outro, fazer com que as autoridades nacionais “resolvam um problema que se arrasta há vários anos”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH