Programa de desenvolvimento de recursos hídricos em Moçambique com financiamento do Banco Mundial

5 December 2011

Maputo, Moçambique, 6 Dez – O Banco Mundial vai contribuir com 70 milhões de dólares para o financiamento de um programa de desenvolvimento de recursos hídricos a ser executado em Moçambique durante seis anos, nos termos de um acordo segunda-feira assinado em Maputo.

O diário Notícias, de Maputo, informou que o principal objectivo do programa é melhorar a capacidade de gestão e desenvolvimento dos recursos hídricos, bem como o planeamento e prossecução de infra-estruturas hidráulicas para responder à procura de água, sobretudo para o consumo doméstico e produção de alimentos.

Dos 70 milhões de dólares, 42 milhões destinam-se à instalação de comportas na barragem de Corrumana, a fim de elevar a capacidade de armazenamento e disponibilidade de água para as cidades de Maputo e Matola, 11 milhões serão aplicados no desenvolvimento institucional e fortalecimento da descentralização da gestão operacional dos recursos hídricos e 12,5 milhões de dólares serão aplicados na execução de medidas estruturais e não estruturais para a mitigação dos efeitos de cheias e seca nas bacias vulneráveis.

O ministro da Planificação e Desenvolvimento de Moçambique, Aiuba Cuereneia, disse na ocasião que com este programa o governo pretende, entre outros aspectos, elevar a capacidade de retenção de água na barragem de Corrumana para cerca de 17 milhões metros cúbicos por ano, aumentar o número de bacias hidrográficas com planos de gestão bem como o número de estações hidroclimáticas operacionais a nível nacional.

Sri Mulyami Indrawati, directora-geral do Banco Mundial, de visita a Moçambique, adiantou que este programa irá beneficiar de um fundo adicional de 10 milhões de dólares para o projecto piloto para a elasticidade às mudanças climáticas, administrado pelo Banco Mundial. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH