Critérios de elegibilidade ao fundo luso-moçambicano Investimoz foram divulgados em Maputo

11 December 2011

Maputo, Moçambique, 12 Dez – Os sectores que criem emprego e que contribuam para a transferência de competências para os quadros moçambicanos podem ter acesso aos fundos do Investimoz, um instrumento financeiro luso-moçambicano, disse em Maputo o presidente da sociedade portuguesa de apoio ao desenvolvimento Sofid.

O Investimoz foi criado pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique, AICEP Portugal Global, Sofid – Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento, Instituição Financeira de Crédito e a Câmara de Comércio Portugal-Moçambique, em colaboração com os governos de Moçambique e Portugal.

O presidente da Comissão Executiva da Sofid, Diogo de Araújo, disse que o Investimoz tem uma dotação de 94 milhões de euros para apoiar investimentos desenvolvidos por empresas portuguesas e luso-moçambicanas e referindo-se aos critérios de elegibilidade disse que ficam de fora deste mecanismo de apoio os sectores especulativos, como o imobiliário destinado para a venda a curto prazo”.

Esta iniciativa vai envolver cerca de 150 empresários que operam em sectores como energia, incluindo as renováveis, infra-estruturas, incluindo construção e habitação social, sector agrário (agro-negócios e pecuária), indústria, turismo, transportes e indústria, entre outros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH