Linhas Aéreas de Moçambique vão adquirir dois Embraer 190 com opção para mais dois

12 December 2011

Maputo, Moçambique, 13 Dez – A companhia aérea moçambicana LAM vai adquirir dois aviões a jacto Embraer 190 com opção para mais dois aparelhos, num negócio orçado em 90 milhões de dólares que duplicará caso a opção de compra seja accionada, informou a imprensa moçambicana.

A aquisição dos aparelhos à Empresa Brasileira de Aeronáutica visa substituir os aviões a jacto mais antigos das Linhas Aéreas de Moçambique, que funcionavam nas rotas domésticas e regionais, e aumentar as frequências, nomeadamente para Angola, Quénia e África do Sul bem como abrir novas rotas.

Os futuros Embraer da LAM estarão configurados em duas classes com nove assentos na classe executiva e 84 na económica e a entrega do primeiro jacto está prevista para o segundo semestre de 2012.

Em declarações ao jornal moçambicano O País, o presidente da LAM, Teodoro Waty, disse que, caso não seja possível utilizar a linha de crédito de 300 milhões de dólares aberta pelo governo do Brasil a favor de Moçambique, a empresa vai recorrer ao crédito bancário.

Há dias, o ministro da Indústria e Comércio de Moçambique, Armando Inroga, afirmou que o Brasil prometeu ajudar a LAM a comprar mais aviões, ao abrigo da linha de crédito de 300 milhões de dólares.

A frota actual da Linhas Aéreas de Moçambique é constituída por aviões Embraer 190, Boeing 737-200 e Bombardier Q400. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH