Indústria extractiva em Moçambique vai crescer em 2012

15 December 2011

Maputo, Moçambique, 16 Dez – Os aumentos da produção de carvão, de 186%, e de ilmenite e diatomite vão contribuir de forma significativa para o crescimento de 27,5% previsto para a indústria extractiva em Moçambique em 2012, de acordo com o Plano Económico e Social aprovado pelo parlamento.

A expansão da produção do carvão resultará do início da exploração comercial nos empreendimentos de Benga, Cahora Bassa e Moatize, na província de Tete, estando prevista uma produção de 5,8 milhões de toneladas de carvão de coque ou metalúrgico e de 172 mil toneladas de carvão térmico.

Por seu turno, a produção no projecto de exploração de areias pesadas de Moma, na província de Nampula, deverá registar em 2012 um crescimento de 34,9% na ilmenite, 19,8% no caso do zircão e de 41,6% no rutilo.

Ainda de acordo com o Plano Económico e Social para 2012 a produção de ouro deverá registar um decréscimo de 17,7%.

Relativamente às pedras preciosas e semi-preciosas, prevê-se um crescimento de 150% devido ao aumento da produção de turmalinas na província da Zambézia, bem como o reinício da produção de granadas no Niassa, norte de Moçambique.

O plano de produção de gás natural para 2012 irá manter-se inalterado ao nível de 132 milhões de gigajoules. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH