China Three Gorges Corporation ganha privatização da Energias de Portugal (EDP)

22 December 2011

Lisboa, Portugal, 23 Dez – A China Three Gorges Corporation foi a vencedora do concurso para a venda de 21,35% da Energias de Portugal (EDP), tendo pago 2,69 mil milhões de euros (US$ 3,5 mil milhões), anunciou, quinta-feira, a Parpública, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Na corrida, estava também a alemã E.On  e os brasileiros da Eletrobras e da Cemig.

A proposta chinesa foi a mais elevada em termos financeiros. A Three Gorges ofereceu 2,69 mil milhões de euros pelas acções do Estado, além de 4 000 milhões de euros de financiamento à actividade da EDP. O preço de 2,69 mil milhões de euros pago pela empresa chinesa incorpora “um prémio de 53,6% em relação ao preço de mercado no dia 21 de Dezembro”.

A estratégia da China Three Gorges Corporation será utilizar a eléctrica portuguesa para aceder aos mercados europeu, norte-americano e brasileiro.

A Three Gorges Corporation manifestou ainda a intenção de criar uma fábrica de turbinas eólicas em Portugal, gerando cerca de 500 milhões de euros anuais em exportações e servir de ponte para a EDP se financiar em Hong Kong.

A empresa garante ainda dois mil milhões de euros de financiamento à EDP, e outros 2 mil milhões por garantir e estão interessados em comprar posições em activos eólicos da EDP.

O governo português revelou  que o total investimento na EDP e na economia de Portugal poderá chegar a 8 mil milhões de euros se for considerado o financiamento a ser feito por bancos chineses.

A China Three Gorges Corporation, com sede na província de Hubei, foi criada em 1993, no âmbito da construção da barragem das Três Gargantas no rio Yangtze que envolveu não só a construção da maior barragem do mundo mas também de uma série de centrais eléctricas ao longo do maior rio da Ásia com 6.418 quilómetros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH