Brasileira Vale constrói linha férrea no Malawi para escoar carvão de Moçambique

28 December 2011

Maputo, Moçambique, 29 Dez – A multinacional brasileira Vale assinou um contrato com o governo do Malawi, para a construção e operação de uma linha férrea na região sul daquele país, com vista a escoar o carvão mineral produzido em Moatize, província de Tete.

O acordo visa a construção e operação de um novo trecho em Greenfield no Malawi como parte da infra-estrutura logística do Corredor de Nacala, que parte de Moatize, na província de Tete, até Nacala. Refira-se que o Corredor de Nacala parte do porto de Nacala até à Zâmbia, atravessando o Malawi.

“Efectivamente, a Vale construirá no Malawi parte do Corredor de Nacala, cobrindo 137 quilómetros de linha férrea, entre Chikwawa e Nkaya Junction, onde será feita a ligação com a linha de concessão da CEAR (Caminhos de Ferro da África Oriental e Central)”, indica um comunicado de imprensa da Vale.

A linha férrea não só servirá para o escoamento de carvão proveniente de Moatize, mas também para toda a região. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH