Presidente do grupo italiano ENI satisfeito com resultados da prospecção de hidrocarbonetos em Moçambique

3 January 2012

Maputo, Moçambique, 4 Jan – O presidente executivo do grupo italiano Ente Nazionale Idrocarburi (ENI) avaliou terça-feira em Maputo de forma positiva a actividade de prospecção de hidrocarbonetos na bacia do Rovuma, junto à fronteira de Moçambique com a Tanzânia.

Paolo Scaroni informou o Presidente Armando Guebuza sobre o andamento das actividades de prospecção de recursos na bacia do Rovuma, particularmente no “Mamba Norte 1” e sobre a segunda fase da investigação.

Recentemente, o grupo italiano anunciou um aumento para 22,5 biliões de pés cúbicos das reservas de gás natural, com a descoberta de mais gás na zona de exploração “Mamba Sul 1”, área 4, ao largo da costa de Moçambique.

A quantidade de gás descoberta representa cerca de 50% a mais do havia sido anunciado a 20 de Outubro, dia em que a ENI declarou ter descoberto 15 biliões de pés cúbicos de gás natural na área “Mamba Sul 1”, a cerca de 40 quilómetros ao largo da costa de Cabo Delgado.

A ENI é a empresa operadora da Área 4 onde detém uma participação de 70%, sendo os outros parceiros o grupo português Galp Energia (10%), a sul-coreana Kogas (10%) e a Empresa Nacional de Hidrocarbonetos de Moçambique (ENH) com 10%. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH