Fábrica de processamento de cereais em Moçambique entrará em funcionamento em Fevereiro

5 January 2012

Maputo, Moçambique, 6 Jan – Uma fábrica de processamento de cereais localizada em Ulongué vai entrar em funcionamento no distrito de Angónia, província de Tete, no final de Fevereiro próximo, disse terça-feira o primeiro-ministro Aires Ali, citado pela Rádio Moçambique.

O primeiro-ministro moçambicano informou que ainda este mês deverão ser feitos ensaios, seleccionar a empresa que vai gerir o empreendimento e proceder a todos os outros procedimentos administrativos para que a fábrica entre em laboração até 29 de Fevereiro.

Esta fábrica de processamento de cereais custou ao Estado moçambicano 6,8 milhões de dólares e irá ser gerida por uma empresa privada a ser seleccionada através de um concurso público.

As 100 toneladas de milho a serem processadas diariamente vão resultar em 86 toneladas da chamada farinha celeste e 14 toneladas de farelo.

Em paralelo, a mesma fábrica tem capacidade para produzir três a cinco toneladas diárias de rações diversas, facto que vai ajudar a resolver o problema dos criadores, que se debatem com a dificuldade de alimentar os animais, tendo habitualmente de recorrer a importações.

Esta unidade de processamento de cereais de Ulongué é a primeira das três desenhadas para a região centro de Moçambique, estando as outras duas previstas para os distritos de Guro (Manica) e Namacurra (Zambézia). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH