Linha de caminho-de-ferro do Limpopo, em Moçambique, deverá este ano transportar 700 mil toneladas de carga

25 January 2012

Maputo, Moçambique, 26 Jan – A linha de caminho-de-ferro do Limpopo deverá este ano transportar 700 mil toneladas de carga diversa, de acordo com previsões da empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) citadas pelo diário Notícias, de Maputo.

O jornal adianta que aquelas previsões têm por base os sinais de melhoria da situação económica do Zimbabué e do crescente interesse regional pela rota do porto do Maputo.

Reconstruída em 2004 após a destruição causada pelas cheias do ano 2000, a linha do Limpopo tem estado a ser explorada abaixo da sua capacidade devido à fraca procura de carga tanto do Zimbabué como de outros países do interior regional.

Oito anos depois a linha pode suportar dois milhões de toneladas de carga por ano, com comboios de mercadoria a transitar com segurança a velocidades até 50 quilómetros por hora.

Com uma extensão aproximada de 522 quilómetros desde o porto do Maputo até Chicualacuala, na fronteira com o Zimbabué, a linha do Limpopo volta, de acordo com presidente da CFM, Rosário Mualeia, a estar no centro das atenções de exportadores tanto do Zimbabué como de outros países da região que vêem naquela ferrovia uma alternativa viável de acesso a uma rota barata de comércio internacional.

“Este ano queremos apostar na manutenção de forma a atingirmos níveis de tráfego rentáveis para uma linha tão importante como esta. E já há clientes que nos contactaram dizendo que querem trazer 500 mil toneladas de ferro crómio para a linha, o que certamente será um elemento acrescido, uma vez que a actual procura não cobre a capacidade da linha”, disse. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH