Exportações para Portugal dos países africanos de língua portuguesa mais do que duplicaram em 2011

19 February 2012

Lisboa, Portugal, 20 Fev – As exportações para Portugal dos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP) mais do que duplicaram em 2011 tendo-se cifrado em quase 3 mil milhões de dólares, de acordo com dados Instituto Nacional de Estatística (INE) de Portugal.

No ano transacto, Angola continuou a ser o principal parceiro de Portugal entre os PALOP, com mais de 80% do total exportado, tendo as vendas a Portugal, constituídas quase na totalidade por petróleo, aumentado 109% em termos anuais, um ritmo cinco vezes superior às importações angolanas de Portugal que aumentaram 22%.

Esta diferença nas taxas de crescimento fez a balança comercial entre os dois países melhorar a favor de Luanda (mais 14,2%), apesar do saldo se manter negativo em 1,16 mil milhões de euros.

Cabo Verde, por seu turno, viu as suas exportações para Portugal crescerem acima das importações, melhorando a balança comercial em 4,2% face a 2010 e Moçambique registou uma subida de 44% nas vendas a Portugal.

Os números do INE atestam que as relações comerciais entre Portugal e os PALOP estão em franca expansão e a crescer muito acima dos restantes mercados com quem Portugal se relaciona, uma vez que a duplicação das importações de Portugal dos PALOP contrasta com o aumento de 1,0% das importações totais portuguesas em 2011 ou da subida de 12% das importações oriundas do mercado extra-comunitário.

Nas exportações, o cenário é semelhante, tendo as vendas de Portugal aos PALOP subido 21%, enquanto as exportações totais portuguesas subiram 15,2% e as do mercado fora da União Europeia cerca de 19,6%.

A economia portuguesa vendeu em 2011 cerca de 2,92 mil milhões de euros em bens e serviços aos cinco membros dos PALOP, mais 500 milhões de euros do que em 2010. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH