Exportação de madeira de Sofala rendeu a Moçambique 2,6 milhões de dólares em 2011

23 February 2012

Maputo, Moçambique, 24 Fev – A exportação a partir da província de Sofala para a Ásia de algumas variedades de madeira rendeu aos cofres do Estado moçambicano 70 milhões de meticais (2,6 milhões de dólares) em 2011, contra 50 milhões um ano antes, informou o diário Notícias, de Maputo.

Em 2011, a província de Sofala consumiu 79 mil metros cúbicos de madeira, 30 mil explorados por 70 operadores de licenças simples e os restantes 49 mil metros cúbicos por 26 concessionários, numa região com uma meta de abate anual fixada em 60 mil metros cúbicos.

A China, mais uma vez, ocupou o primeiro lugar como mercado preferencial dos produtos florestais explorados em Sofala com 90%, seguida da Lituânia, Sérvia, Alemanha, Escócia, África do Sul e Zimbabué que absorveram 6%, tendo os restantes 4% sido destinados ao consumo interno para a produção de mobiliário.

De acordo com a chefe dos Serviços Provinciais de Florestas e Fauna Bravia em Sofala, Maria Magaia, o aumento anual das receitas deve-se, em grande medida, à intensificação da fiscalização, envolvendo a polícia, a Direcção Provincial de Coordenação para Acção Ambiental e dirigentes comunitários.

De acordo com o inventário florestal realizado em 2007, a província de Sofala conta com uma cobertura vegetal na ordem de 3,8 milhões de hectares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH