Nova carta geológica de Moçambique ainda não reflecte todos os recursos minerais do país

11 March 2012

A nova Carta Geológica de Moçambique, quinta-feira apresentada em Maputo pelo Ministério dos Recursos Minerais, “não reflecte ainda todos os recursos minerais existentes no país”, afirmou o director nacional de Geologia, Elias Daudi.

“Por isso, um dos desafios que enfrentamos é a realização de uma nova compilação que deverá integrar toda a informação existente e, inclusive, previsão do que será possível encontrar em Moçambique em termos de recursos minerais”, disse ainda o director nacional de Geologia.

A nova carta substitui a anterior, editada em 1987, numa altura em que a cobertura geológica do país era incipiente, tendo alguns mapas de base para a sua produção sido feitos com pouco controlo de campo.

“A nova carta teve por base técnicas modernas de recolha e interpretação de dados, nomeadamente imagens de satélite e aerogeofísicos recentes, GPS, máquinas fotográficas digitais, geocronologia (datação de rochas), geoprocessamento avançado e Sistema de Informação Geográfico (GIS/SIG)”, disse o director nacional de Geologia.

A nova Carta Geológica de Moçambique, disponível no Centro de Documentação da Direcção Nacional de Geologia, apresenta, entre outros aspectos, 102 folhas do mapas geológico de todo o Moçambique na escala de 1:250 000, mapas geológicos na escala de 1:50 000 das províncias de Niassa, Tete e Manica e a inventariação e pesquisa geoquímica de recursos minerais industriais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH