Embaixada de Angola na China lançou revista de promoção do país na Ásia

22 March 2012

A embaixada de Angola na China iniciou a distribuição da revista Palanca, uma publicação em português e inglês, para promover o país na Ásia e as relações com a China, disse quinta-feira em Pequim o adido de imprensa da embaixada angolana, Eduardo André de Sousa.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, o adido de imprensa adiantou que o próximo número da revista, previsto para o Verão, já terá uma versão em chinês.

Cerca de 250 angolanos, a maioria dos quais estudantes, vivem actualmente na China, quase 40% das exportações angolanas de petróleo têm como destino a China, representando 16% das importações chinesas do produto e desde 2009, em cinco anos após a concessão dos primeiros créditos chineses a Angola, aquele país tornou-se numa das mais importantes fontes de petróleo para a China e o seu maior parceiro comercial em África.

Angola e a China estabeleceram relações diplomáticas em 1983 e desde essa data a cooperação bilateral aumentou, particularmente após o fim da guerra civil em Angola em 2002, superando a África do Sul e tornando-se um dos maiores parceiros comerciais da segunda maior economia do mundo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH