Moçambique assume controlo total da Hidroeléctrica de Cahora Bassa em 2014

28 March 2012

Moçambique vai controlar a partir de 2014 a totalidade das acções da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), na sequência de um acordo alcançado quarta-feira em Lisboa após três dias de negociações entre delegações de Moçambique e de Portugal sobre o futuro do empreendimento situado na província moçambicana de Tete.

Desde 2007 que Moçambique controla 85 porcento das acções da HCB, sendo que os restantes 15 por cento pertencem a Portugal.

O acordo obtido quarta-feira prevê a alienação, numa primeira fase, de 7,5 por cento do capital social da HCB a favor do Estado moçambicano.

Um comunicado emitido no final dos trabalhos das equipas técnicas que estiveram a discutir o assunto indica que ficou igualmente acordado que a transmissão dos 7,5 por cento remanescentes deverá efectivar-se no prazo máximo de dois anos, altura em que Moçambique passará a deter a totalidade do capital social da barragem. O acordo não indica quanto terá de pagar Moçambique a Portugal pelos 15 por cento.

O jornal Notícias de hoje escreve que a assinatura final do acordo terá lugar em Maputo durante a próxima visita do Primeiro-Ministro português, Pedro Passos Coelho, a Moçambique.

Cahora Bassa, construída durante o regime colonial português, é uma das maiores barragens hidroeléctricas do mundo e tem a capacidade para gerar 2.015 MW de energia.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH