Cabo Verde com notação de risco de B+ para a dívida de longo prazo

16 April 2012

A agência de notação financeira Fitch Ratings atribuiu uma notação de risco de “B+” à dívida de longo prazo de Cabo Verde e advertiu para a possibilidade de agravamento da notação devido às elevadas dívidas pública e privada do arquipélago, informou segunda-feira a agência.

No comunicado divulgado, a Fitch adiantou que a diversificação da economia cabo-verdiana para outros sectores da actividade que não apenas o turismo poderia contribuir para a melhoria da notação de risco do país.

A Fitch Ratings adiantou que a notação de risco de “B+” justifica-se com o bom funcionamento das instituições bem como na boa governação do país, confirmados nas recentes eleições, que promoveram um ambiente macroeconómico estável e um elevado crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

No entanto, advertiu, a classificação é limitada pelos elevados e crescentes níveis da dívida pública (76% do PIB) e externa (95% do PIB) que reflectem um recente elevado défice orçamental (8,8% do PIB, em 2011) e um desequilíbrio estrutural na balança corrente (15,1% do PIB em 2011), agravado por um plano de grandes investimentos públicos para responder às necessidades de desenvolvimento.

Apesar do abrandamento económico na Europa, que responde por 90% do Investimento Estrangeiro Directo, 80% dos turistas e 80% das remessas, o crescimento do PIB foi suportado pelo aumento do número de turistas (+25%) e pelo crescimento das remessas (+24%) da diáspora cabo-verdiana.

A Fitch Ratings disse ainda esperar que essas tendências se mantenham e que o PIB cresça cerca de 5% em 2012 e 2013. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH