Mercado de seguros em Angola cresceu de forma sustentada desde 2000

16 April 2012

O mercado segurador em Angola manteve um crescimento sustentado e acelerado desde a sua liberalização em 2000, revelou um estudo realizado pela empresa de consultoria e auditoria KPMG segunda-feira divulgado em Luanda.

De acordo com o estudo “Análise ao Sector Segurador e de Fundos de Pensões em Angola”, que apresenta dados sobre a evolução do sector segurador e de fundos de pensões em Angola no período entre 2008 e 2010, o crescimento registado reflecte-se, entre outros indicadores, na passagem de uma única seguradora para as actuais dez, com mais cinco em processo de licenciamento.

Por outro lado, a estrutura de mediação e corretagem tem vindo a aumentar, havendo actualmente 21 sociedades a operar e outras 11 em pedido de licenciamento.

De acordo com o documento, o sector segurador tem apresentado desde o período em referência “um forte crescimento, acima do da própria economia, havendo no entanto uma reduzida taxa de penetração, quando comparado com outros mercados”.

Como na taxa de penetração (prémio/PIB), ao nível da densidade (prémio/população) tem havido igualmente um aumento, apesar do reduzido valor registado, em 2010, de 49,6 dólares por habitante.

No que respeita aos Fundos de Pensões, cujas contribuições cresceram de 4,0%, em 2009, para 5,9%, em 2010, o estudo indica que os activos sobre gestão voltaram a crescer em 2010, ascendendo a 41,6 milhões de kwanzas, o que se traduz num crescimento de 28,7% em comparação a 2009.

Em 2010, a taxa de penetração no mercado (valor dos fundos/PIB) manteve-se relativamente baixa e a nível idêntico ao de 2009, avança o estudo, sublinhando que não ultrapassou 0,5% do PIB. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH