Associações comerciais de São Paulo, Brasil, e Macau assinaram um protocolo de cooperação

8 May 2012

Instituições da China e do Brasil, entre as quais as associações comerciais de São Paulo e de Macau, assinaram três protocolos para a busca de parcerias e investimentos entre os dois países, no decurso de um seminário sobre oportunidades de cooperação terça-feira realizado em São Paulo.

De acordo com a imprensa brasileira, o seminário, organizado pelo Ministério do Comércio da República Popular da China e pela Secretaria para a Economia e Finanças de Macau, apresentou a Região Administrativa Especial de Macau como a porta de entrada na China para os empresários brasileiros.

O director do Departamento de Políticas de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior brasileiro, Maurício Lucena do Val, destacou o sector de serviços como o mais promissor para o investimento estrangeiro no Brasil.

Já o vice-ministro do Comércio da China, Jiang Yaoping, afirmou querer alargar a cooperação entre os países principalmente nas áreas da indústria e de investimento mútuos.

O ministro chinês sugeriu o reforço do Fórum de Macau (entidade para a cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa) como plataforma para o comércio entre a China e os países de língua portuguesa, através do fundo intergovernamental de incentivos a projectos de cooperação.

Por seu turno, o secretário para a Economia e Finanças de Macau, Tam Pak Yuen, disse que Macau, onde o Fórum tem a sua sede, pretende consolidar-se ainda mais como plataforma de serviços entre a China e o Brasil.

Igualmente presente no seminário, Jackson Chang, presidente do Instituto de Promoção de Comércio e do Investimento de Macau, lembrou que a região isenta de impostos a importação de vários produtos, que as “empresas locais e investidores estrangeiros têm o mesmo tratamento” e que o imposto sobre o rendimento é de apenas 12%.

A China é o principal parceiro comercial do Brasil que, por sua vez, é também o principal parceiro comercial da China de entre os oito países de língua portuguesa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH