Refinaria do Lobito, em Angola, com capacidade inicial de 120 mil barris de petróleo por dia

8 May 2012

O projecto de construção da refinaria do Lobito, em curso desde 2008, prevê para a primeira fase de produção, com data ainda por determinar, a refinação de 120 mil barris de petróleo/dia, informou terça-feira em Luanda o ministro dos Petróleos, José Maria Botelho de Vasconcelos.

À margem da Conferência Internacional sobre Petróleo e Gás, o ministro afirmou que numa segunda fase a refinaria do Lobito vai aumentar a sua capacidade de refinação para 200 mil barris de petróleo/dia.

Ainda com o objectivo de terminar com a importação de produtos derivados do petróleo, o ministro disse estar a ser estudada a construção da primeira refinaria do município do Soyo, província do Zaire, com uma capacidade de refinação estimada em 200 mil barris/dia.

Relativamente ao futuro da produção de petróleo e gás em Angola, José Maria Botelho de Vasconcelos disse que as reservas provadas, em petróleo, estão avaliadas em 9,5 mil milhões de barris, podendo durar mais 50 anos com o início da exploração da camada de pré-sal.

Já em relação às reservas de gás natural, prosseguiu, estão avaliadas em 11 biliões de pés cúbicos, o que equivale a uma produção de mais de 30 anos.

Participam na conferência, que se iniciou terça-feira e tem a duração de dois dias, técnicos do Ministério dos Petróleos, da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), do Banco Mundial e peritos internacionais em petróleo e gás. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH