Malawi pretende importar energia eléctrica de Moçambique

14 May 2012

O governo do Malawi deverá vir a importar energia eléctrica produzida em Cahora Bassa para ajudar a suprir o défice energético com que o país se defronta, nos termos de um memorando de entendimento no sector energético assinado no passado fim-de-semana em Maputo.

De acordo com a imprensa moçambicana, no final das conversações entre as delegações dois países, chefiadas pelos presidentes Joyce Banda, do Malawi e Armando Guebuza, de Moçambique, o ministro dos Negócios Estrangeiros malawiano, Ephraim Chiuma, disse que o seu país encara a energia moçambicana como vital para colmatar a insuficiência com que o seu país se debate.

“Temos um défice energético, que tem tido um impacto negativo na economia do país, pelo que o potencial energético de Moçambique pode ajudar a resolver essa situação”, disse Ephraim Chiuma.

Por seu turno, o ministro dos Negócios Estrangeiros moçambicano, Oldemiro Baloi, disse que o governo de Moçambique acolhe bem a possibilidade de o Malawi vir beneficiar da energia eléctrica produzida no país mas assinalou que o documento assinado é um memorando de entendimento, indo os aspectos práticos ser debatidos a partir de agora.

No decurso da visita a Moçambique, a presidente do Malawi visitou domingo o porto da Beira, na província de Sofala, tendo afirmado na ocasião que o seu país tem de aproveitar ainda mais aquela infra-estrutura portuária para a exportação dos seus produtos, afirmando “estamos a prestar pouca atenção a este porto que irá servir para o aumento do nosso comércio internacional”. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH