Gás natural de Moçambique leva Royal Dutch Shell a prolongar prazo da oferta pela Cove Energy

24 May 2012

A Royal Dutch Shell anunciou quinta-feira o prolongamento do prazo da oferta apresentada para a compra da Cove Energy, um dia depois de a estatal tailandesa PTT Exploration & Production PCL ter apresentado uma oferta de 1,9 mil milhões de dólares.

Em comunicado, a Royal Dutch Shell anunciou que o prazo é agora válido até 13 de Junho e adiantou que a administração do grupo “está a analisar as suas opções, havendo lugar a novo comunicado se necessário”.

A administração da Cove Energy, que anteriormente tinha defendido junto dos accionistas a aceitação da oferta da Shell, na quarta-feira passou a defender a oferta da PTT de 240p por acção, 9,1% mais elevada do que a da Shell e representando um prémio de 6,6% relativamente à média das cotações dos cinco dias terminados na terça-feira.

Com esta nova oferta, a PTT, grupo de uma dimensão muito inferior à da Royal Dutch Shell, pretende garantir o fornecimento futuro do seu mercado doméstico, enquanto o grupo Shell pretende construir um novo centro de exportação de gás natural.

O principal activo da Cove Energy, que tem estado a motivar esta luta pela sua aquisição, é uma participação de 8,5% num bloco petrolífero em Moçambique, na bacia do Rovuma, onde a empresa operadora, a norte-americana Anadarko Petroleum, já descobriu reservas de gás natural estimadas em 50 biliões de pés cúbicos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH