Angola produz actualmente 2,19 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

31 May 2012

O desenvolvimento económico de Angola, a expansão das áreas urbanas, suburbanas e rurais influenciaram o aumento da produção de resíduos sólidos que se estima atinjam actualmente 2,19 milhões de toneladas/ano, disse uma funcionária do Ministério do Ambiente.

O Plano Estratégico para a Gestão de Recursos Urbanos (Pesgru), do Ministério do Ambiente, prevê a criação de aterros sanitários em todas as capitais provinciais num prazo de dois anos e alarga para oito anos a criação de aterros em todas as sedes de municípios, perfazendo cerca de 173 até 2020.

Citada pelo semanário angolano Expansão, Dulce Pássaro, coordenadora do Pesgru, disse que, em função da produção de resíduos registada, torna-se premente avaliar, desde já, a criação de unidades de incineração, além de, até 2020, irem ser elaborados estudos de viabilidade de aproveitamento energético do biogás nos aterros com capacidade superior a 40 mil toneladas por ano.

A ministra de tutela, Fátima Jardim, fez saber que a produção de lixo é de 0,46 gramas/dia por cidadão, dependendo da cidade em análise, sendo que no caso de Luanda constatou-se que aquele valor atinge 1 quilograma “per capita”, podendo, em algumas áreas, ser mesmo superior. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH